Volvo Trucks

Auto Sueco Portugal

×

A primeira tarefa do veículo Vera: A Volvo Trucks apresenta um transporte autónomo entre um centro de logística e um porto

O veículo Vera elétrico, ligado e autónomo da Volvo Trucks fará parte de uma solução integrada para transporte de mercadorias a partir de um centro de logística para um terminal portuário em Gotemburgo, Suécia. A tarefa resulta de uma nova colaboração entre a Volvo Trucks e a empresa de ferries e logística, DFDS.
Veículo Vera no porto com um contentor
O veículo autónomo e elétrico da Volvo Trucks, Vera, prepara-se para a primeira tarefa: o transporte de mercadorias com um fluxo ligado e repetitivo entre um centro de logística da DFDS e um terminal portuário. A nova colaboração é um primeiro passo no sentido da implementação do veículo Vera numa operação de transporte real e desenvolver o potencial que apresenta para outras tarefas semelhantes.

Esta colaboração tem como objetivo implementar o veículo Vera numa aplicação real, permitindo um sistema ligado para um fluxo constante de mercadorias, entre um centro de logística da DFDS e um terminal portuário, para distribuição por todo o mundo.

Em 2018, a Volvo Trucks apresentou a sua primeira solução elétrica, ligada e autónoma, concebida para tarefas repetitivas em centros de logística, fábricas e portos. O veículo Vera é adequado a pequenas distâncias, transportando grandes volumes de mercadorias com elevada precisão.

“Temos agora a oportunidade de implementar o veículo Vera num cenário ideal e desenvolver ainda mais o seu potencial para outras operações semelhantes”, diz Mikael Karlsson, Vice-Presidente do Departamento de Soluções Autónomas da Volvo Trucks.

O objetivo é implementar um sistema ligado composto por vários veículos Vera monitorizados por uma torre de controlo. Pretende-se possibilitar um fluxo uniforme e constante que responda a exigências de maior eficiência, flexibilidade e sustentabilidade. A colaboração com a DFDS é um primeiro passo no sentido de implementar o veículo Vera numa tarefa de transporte real em estradas públicas predefinidas de uma área industrial.  

“Queremos estar na vanguarda dos transportes ligados e autónomos. Esta colaboração irá ajudar-nos a desenvolver uma solução eficiente, flexível e sustentável a longo prazo para receber veículos autónomos que cheguem às nossas portas, beneficiando os nossos clientes, o ambiente e o nosso negócio”, diz Torben Carlsen, CEO da DFDS.

A solução de transporte autónomo será ainda mais desenvolvida ao nível tecnológico, de gestão de operações e de adaptações de infraestruturas, antes de ficar totalmente operacional. Além disso, serão tomadas as medidas de segurança necessárias para corresponder a requisitos da sociedade no sentido de um caminho seguro para os transportes autónomos.

À medida que a Volvo Trucks se tornar mais experiente, o veículo Vera terá potencial para ser utilizado como complemento das soluções de transporte dos nossos dias.

“Transportes autónomos com baixo nível de ruído e zero emissões de gases de escape têm um papel a desempenhar no futuro da logística, beneficiando negócios e sociedade. Olhamos para esta colaboração como um arranque importante e queremos impulsionar o progresso nesta área. O veículo Vera pode ter um limite de velocidade, mas nós não. Já começaram os testes e queremos implementar a solução nos próximos anos”, acrescenta Mikael Karlsson.

Factos:

  • A tarefa consiste em movimentar contentores do centro de logística da DFDS, em Gotemburgo, para um terminal portuário, de acordo com a capacidade necessária.
  • O sistema autónomo é monitorizado por um operador numa torre de controlo, também responsável pelo transporte.
  • A solução é adequada para fluxos repetitivos com uma velocidade máxima de 40 km/h.
  • As adaptações de infraestruturas são parte do âmbito da implementação do sistema de transporte total, incluindo portões automáticos nos terminais.
  • A Volvo Trucks e a DFDS são os principais parceiros, mas a implementação da primeira tarefa do veículo Vera envolve várias entidades.
  • A DFDS disponibiliza serviços de ferry e transporte na Europa e Turquia, com receitas anuais a rondar DKK 17bn. Os 8.000 funcionários estão distribuídos por navios e escritórios em 20 países. A DFDS tem sede em Copenhaga, estando listada no NASDAQ de Copenhaga.
  • A iniciativa é realizada com o apoio da Agência de Inovação Sueca Vinnova, a Administração de Transportes Sueca e a Agência Energética Sueca através do programa de inovação e investigação estratégica de veículos, FFI.


LIGAÇÃO para vídeos e entrevistas
LIGAÇÃO para o filme de introdução (YouTube)
LIGAÇÃO para imagens de alta resolução
LIGAÇÃO para comunicado de imprensa como PDF