Segurança como poupança de custos

O Volvo FH, um dos camiões mais seguros do mundo, é o líder em termos de inovação em funcionalidades de segurança de alta qualidade. Em conjunto com a atitude de segurança consciente do motorista, o investimento em funcionalidades de segurança pode contribuir para poupanças de custos em empresas de transporte. Fomos ver Carl Johan Almqvist, Diretor de Segurança Rodoviária e de Produtos da Volvo Trucks, para saber como.

Carl Johan Almqvist e um Volvo FH

Carl Johan Almqvist, Diretor de Segurança Rodoviária e de Produtos da Volvo Trucks.

A segurança sempre foi a imagem de marca da Volvo Trucks ao longo do tempo. Desde o cinto de segurança de três pontos à tecnologia de segurança avançada dos nossos dias, como a Direção Dinâmica Volvo, a segurança sempre foi um dos valores fundamentais da empresa. Outra grande contribuição para a segurança é o sistema de travagem, com travões de disco que reduzem significativamente a distância de travagem. Além disso, existe também o controlo eletrónico da estabilidade, que reduz o risco de derrapagem e capotamento em curvas apertadas. Graças a testes exigentes e a um desenvolvimento constante, os camiões Volvo continuam entre os camiões mais seguros do mundo. O Volvo FH não é exceção.

"As funcionalidades de segurança que oferecemos têm um papel muito importante na garantia de operações melhores e mais seguras para clientes e motoristas. Mas é preciso não esquecer que a combinação perfeita acontece quando juntamos as inovações de segurança mais recentes a um comportamento seguro do motorista", diz Carl Johan Almqvist.

De acordo com o Relatório de Segurança da Volvo Trucks de 2017, só existe um número aceitável de acidentes no trânsito. Zero. Reduzir o risco de acidentes relacionados com trânsito significa colocar a segurança na linha da frente das operações diárias de camionagem e compreender as ligações com as pessoas envolvidas e também com as empresas de transporte e a sociedade. Manter um camião seguro e um motorista seguro são os elementos mais importantes para diminuir ainda mais o número de acidentes, sendo, por si só, incentivos ao investimento num Volvo FH, um camião que personifica segurança e ajuda a salvar vidas. Mas há mais. Até pequenos acidentes têm consequências, principalmente para as pessoas envolvidas, mas também para as empresas de transporte e para a sociedade.

"A realidade é que investimentos seguros podem reduzir custos e períodos de inatividade. A figura abaixo* mostra como os custos diretos – recuperação de saúde do motorista, custos de reparação do veículo e períodos de inatividade do veículo quando um camião está a ser reparado – são fáceis de medir. No entanto, representam apenas uma pequena parte dos custos totais relacionados com acidentes. Os custos indiretos são frequentemente muito mais elevados. Por exemplo, mercadorias danificadas, a recuperação/fatalidade de veículo e motorista, bem como a perturbação da rotina de negócios diária, resulta em atrasos nas entregas e estas situações são custos ocultos que podem ser evitados se não ocorrerem incidentes. Em termos simples, o investimento em segurança significa um aumento de produtividade e período operacional", explica Carl Johan Almqvist.

Figura a mostrar custos relacionados com acidentes

* Figura a mostrar custos relacionados com acidentes.


Num negócio como uma empresa de transporte, os períodos de inatividade são cruciais. De acordo com Carl Johan Almqvist, o risco de perder dinheiro pode ser incentivo tão bom como outro qualquer a colocar a segurança em primeiro lugar.

"Basicamente, dar prioridade à segurança é uma situação que só tem vantagens. Se tiver poucos ou nenhum incidente, estará mais tempo na estrada e, em termos práticos, reduzirá os custos. Além disso, mantém o motorista mais seguro, bem como outros condutores, ciclistas e peões. Por último, também evita custos a outro nível, como danos de reputação ou imagem."

Mas, como mencionado anteriormente, as funcionalidades de segurança, por si só, não são resposta para tudo. Carl Johan Almqvist destaca que será sempre uma interação entre os sistemas e o ativo mais importante, o motorista.

"As funcionalidades de segurança da Volvo Trucks não são um sistema de conforto. Constituem um sistema de suporte para o motorista. O mais importante para todos os que trabalham com a segurança rodoviária é a formação e o foco num motorista seguro. Tem tudo a ver com o motorista e o papel fundamental que os motoristas têm em termos de segurança, eficiência de combustível e produtividade. Na verdade, para atingir um sucesso empresarial global, o motorista faz toda a diferença."

Mas às vezes demora tempo ou até é preciso um acidente para perceber que o motorista vem em primeiro lugar. Carl Johan Almqvist explica melhor:

"Vemos que é mais fácil investir num camião seguro após um incidente, quando uma empresa já teve e lidar com fatalidades. Isso mostra que a segurança está, de muitas formas, associada a valores emocionais. Gostaríamos de ver mais empresas a pensar de antemão, investindo na segurança antes que algo aconteça."

A Volvo Trucks trabalha de forma a aumentar a consciência, com campanhas como "Parar Olhar Acenar" e "Ver e ser visto", em que o objetivo é ajudar as crianças a compreender como interagir com o motorista do camião para estarem mais seguras no trânsito.

"Essas campanhas fazem a diferença ao nível da mentalidade das pessoas. Todos precisamos de interagir e, com o apoio de funcionalidades de segurança de alta qualidade nos nossos camiões, estamos no caminho certo para a nossa visão de zero acidentes, ao mesmo tempo que poupamos custos. Mais uma vez uma situação só com vantagens", conclui Carl Johan Almqvist.

4 funcionalidades de segurança revolucionárias da Volvo Trucks

Os veículos Volvo estão ligados por comunicações nuvem para nuvem


Segurança Ligada
Com a Segurança Ligada, os veículos Volvo podem trocar informações entre si. Isso é um fator importante para uma maior segurança rodoviária. Podem trocar informações sobre a situação do trânsito, o que reduzirá o risco de acidentes. Com a Segurança Ligada, a Volvo abre as portas do futuro. A funcionalidade Segurança Ligadas está atualmente disponível na Suécia e na Noruega.

Duas mãos no volante


Direção Dinâmica Volvo
Desde que foi lançado em 2013, o inovador sistema de Direção Dinâmica Volvo (VDS) mudou o comportamento de condução de muitas pessoas. Estabilidade perfeita a velocidades altas, controlo total a velocidades baixas e uma pressão significativamente menor sobre os músculos e as articulações. Com o Auxílio à Manutenção na Faixa, o sistema entra em ação e ajudar o motorista a reposicionar o camião na faixa se o mesmo se aproximar inadvertidamente das marcações na faixa de rodagem. Juntamente com a Assistência à Estabilidade, ajuda a minimizar o risco de derrapagem. Isso significa uma maior segurança e um risco reduzido de lesões de trabalho.

Volvo FH com câmara e radar para detetar objetos à frente


Aviso de Colisão com Travagem de Emergência
Em 2012, a Volvo Trucks introduziu o Aviso de Colisão com Travagem de Emergência. Trata-se de uma funcionalidade de segurança ativa que combina radar e câmara para identificar veículos à frente do camião. Se o camião ficar demasiado próximo do veículo da frente, o Aviso de Colisão com Travagem de Emergência entra em ação e alerta o motorista. Se necessário, o sistema ativa os travões para evitar uma colisão.

Um homem coloca o cinto de segurança


Cinto de segurança
Utilizar o cinto de segurança é uma forma fácil de se manter seguro em caso de acidente. O cinto de segurança foi introduzido nos veículos da Volvo Trucks em 1979.

Related News

Encontro de gerações na fábrica da Volvo em Skövde

Ela nem sequer tinha nascido quando o primeiro Volvo FH foi lançado em 1993.
Estava na linha de montagem há anos na mesma altura.
Estes são a Nesma e o Daniel, agora colegas na fábrica de motores da Volvo em Skövde, onde o importante motor do ...

O motor D12 – uma mudança de paradigma

Quando motor D12 foi lançado em 1993, foi uma verdadeira revolução. Alguns disseram que a Volvo estava dez anos à frente no seu tempo. Göran Nyholm, agora engenheiro reformado da Volvo, conta-nos a história desde o início....